Acordo entre o Estado e a Vivo vai implantar telefonia móvel em 692 distritos mineiros



Minas Gerais dá mais um passo para universalizar o acesso à telefonia móvel em todas as regiões do Estado ao incluir 692 distritos na segunda etapa do programa Minas Comunica. O governador Antonio Anastasia e o presidente da Telefônica/Vivo, Antônio Carlos Valente, assinaram nesta sexta-feira (14/03), em cerimônia no Palácio Tiradentes, termo de compromisso para a execução do programa, que prevê até o início de 2016 a implantação de cobertura celular em 692 distritos de 359 municípios mineiros, beneficiando diretamente cerca de 1,17 milhão de pessoas. A medida vai também ampliar a cobertura de telefonia móvel no Estado.

Segundo cronograma apresentado pela operadora, vencedora da licitação, nos primeiros três meses do contrato o sinal de celular chegará a 104 distritos. Em setembro, o número dessas localidades atendidas saltará para 242 e, até o fim de 2014, para 346, ou seja, mais da metade dos 692 distritos, que de acordo com o Censo IBGE (2010) não contam com o serviço.

O governador Anastasia lembrou que o Programa de Universalização do Acesso aos Serviços de Telecomunicações do Estado de Minas Gerais (Minas Comunica) foi iniciado em 2007. Na época, dos 853 municípios, 412 não tinham sinal de celular. Com a implantação do programa, houve a universalização do serviço nas sedes municipais, com investimentos de R$ 282 milhões, beneficiando diretamente cerca de 2,5 milhões de pessoas. Nesta segunda etapa, o Minas Comunica será desenvolvido pelas secretarias de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) e de Fazenda (SEF). Com o programa, 100% dos distritos existentes no Estado e constatados pelo Censo 2010 terão cobertura de telefonia celular e transmissão de dados.

Qualidade de vida

Antonio Anastasia explicou que o Minas Comunica, entre outros objetivos, pretende reduzir as desigualdades regionais, melhorar a qualidade de vida dos cidadãos e promover o desenvolvimento econômico e social em todas as regiões do Estado, além de possibilitar o acesso a informações e a vários serviços.

“O que queremos é facilitar a vida das pessoas. É ter a telefonia celular em todos os rincões de Minas Gerais, porque vai favorecer as escolas, os postos de saúde, quem trafega pelas rodovias. Isso, portanto, significa maior segurança, melhor educação, informação, comodidade e, fundamentalmente, renda, que o telefone celular representa. Fico extremamente feliz em assinar esse contrato e parabenizo a Vivo, que com sua experiência, vai cumprir rigorosamente os prazos para que já tenhamos nos próximos meses as primeiras instalações”, afirmou o governador de Minas.

Conexão nas escolas

O presidente da Vivo, Antônio Valente, elogiou a iniciativa do Governo de Minas, que, para ele, serve de exemplo para outros estados brasileiros. Valente ressaltou que outro benefício do programa será a melhoria da educação na área rural. A operadora vai conectar 4.728 escolas públicas rurais até o fim de 2015, sendo que cerca de 800 serão atendidas nos primeiros meses do projeto. Além da conectividade, a Vivo pretende contribuir com equipamentos, como tablets, netbooks e laptops, com formação de professores e com o desenvolvimento de conteúdos.

“Acreditamos que, com isso, vamos estar contribuindo de forma marcante para que a adoção de novas técnicas de aprendizado possa permitir que as crianças do meio rural tenham as mesmas possibilidades daquelas que vivem nas áreas urbanas. Estamos trabalhando para que este projeto seja integral, que a conectividade não seja o único passo a ser dado. Gostaríamos de parabenizar essa iniciativa do governo estadual na aposta que faz e pela oportunidade de fazer de Minas Gerais um estado ainda mais conectado e um exemplo a ser seguido por todos os outros estados do Brasil”, disse Valente.

Economia

A Telefônica/Vivo, vencedora do chamamento público realizado no dia 10 de fevereiro deste ano, apresentou o valor final de R$ 112,4 milhões, o que representa uma economia de 18,75% ante o valor de referência fixado em R$ 138,4 milhões.

A secretária de Estado de Planejamento e Gestão, Renata Vilhena, destacou que, com a implantação do programa, as localidades poderão se beneficiar com outros serviços oferecidos pelo Estado. “Será possível, por exemplo, fazer agendamento de consultas pela internet, participar de licitações em pregão eletrônico, no caso dos fornecedores. Isso permite a geração de mais renda e emprego nesses distritos com a cobertura de celular”, afirmou Vilhena, ao destacar que 85% dos distritos serão atendidos até o fim de 2015.

Newer Posts Older Posts
© Copyright Traduzido Por: Mais Template | Designed By Code Nirvana
Back To Top